conecte-se conosco


Tecnologia

Tem iPhone? Jogos e aplicativos vão ficar mais caros no Brasil, avisa Apple

Publicado


source

Olhar Digital

Apple App Store iPhone aplicativos jogos
Unsplash/Gilles Lambert

Aplicativos da Apple ficam mais caros

A Apple anunciou na noite de segunda-feira (26) que os jogos e aplicativos da App Store ficarão mais caros nos próximos dias. O aumento de preços acontece no Brasil, Colômbia, Índia, Indonésia, Rússia, Islândia, Albânia e África do Sul. De acordo com a companhia, os motivos são mudanças em impostos locais ou em taxas de câmbio.

Isso significa que tanto os valores pagos pelos aplicativos , quanto as compras feitas dentro dos próprios, passarão pelo novo reajuste. Assim, a compra mais barata da loja brasileira passa a ser de R$ 4,90, que reflete no valor de US$ 0,99 da loja norte americana. Anteriormente, o valor era estipulado em R$ 3,90 na loja brasileira.

Leia mais:  Aos 16 anos, americana se torna a mais seguida do mundo no TikTok

Considerando a cotação do dólar na manhã desta terça-feira (27), que equivale a R$ 5,64, os preços estão mais baratos do que na conversão direta. O reajuste na loja brasileira, entretanto, faz com que os títulos fiquem até 50% mais caros. A Apple ainda informa aos desenvolvedores que o valor atual das assinaturas poderá ser mantido para os assinantes já existentes, mas os novos precisarão pagar os valores atualizados.

Estes são alguns dos novos valores que serão aplicados na loja brasileira com base nos preços dos Estados Unidos:

  • De R$ 3,90 para R$ 4,90 (US$ 0,99)
  • De R$ 7,90 para R$ 10,90 (US$ 1,99)
  • De R$ 10,90 para R$ 16,90 (US$ 2,99)
  • De R$ 14,90 para R$ 22,90 (US$ 3,99)
  • De R$ 18,90 para R$ 27,90 (US$ 4,99)
  • De R$ 22,90 para R$ 34,90 (US$ 5,99)

Segundo aumento em dois anos

Este é o segundo reajuste de preços que a Apple realiza na App Store brasileira desde 2018, mesmo ano em que a empresa também começou a fazer cobranças na moeda local. Vale lembrar que a Apple ainda permite que os desenvolvedores ofereçam valores abaixo da tabela oficial em países cuja desvalorização monetária é maior.

Leia mais:  Xiaomi lança Poco M3 com bateria de 6.000 mAh

A Apple informa que a mudança deverá entrar em vigor em breve, mas que os desenvolvedores serão informados em uma atualização. Os rendimentos, diz a companhia, “serão ajustados de acordo e calculados com base no preço sem impostos”. “Se você oferece assinaturas, pode optar por preservar os preços para os assinantes existentes”, diz o comunicado.

Comentários Facebook
publicidade

Tecnologia

Xiaomi lança Poco M3 com bateria de 6.000 mAh

Publicado


source

Tecnoblog

xiaomi poco m3
Divulgação/Xiaomi

Poco M3, novo celular da Xiaomi

A Xiaomi estreou o mais novo celular da Poco nesta terça-feira (24), o Poco M3 . Com bateria de 6.000 mAh, o smartphone chinês possui ficha técnica intermediária com processador Qualcomm Snapdragon 662 , armazenamento de até 128 GB e câmera tripla de 48 megapixels. Os preços do telefone começam em US$ 149.

A bateria é um dos grandes destaques do lançamento. O componente conta com capacidade de 6.000 mAh e recarga rápida de 18 watts. O smartphone ainda possui carregamento reverso para repor a energia de outros dispositivos através de um cabo compatível com a funcionalidade, que não vem na caixa.

O conjunto fotográfico triplo está alocado em uma base retangular na parte de trás, em lado oposto à marca “Poco”. A câmera principal tem 48 megapixels e é acompanhada por outras duas, de 2 megapixels, sendo uma para capturar a profundidade de campo e outra dedicada a macro. Para selfies , o sensor frontal tem 8 megapixels.

Leia mais:  Xiaomi lança Poco M3 com bateria de 6.000 mAh

A tela LCD mede 6,53 polegadas e tem resolução Full HD+ (2340 x 1080 pixels), certificações L1 Widevine e TÜV Rheinland, Gorilla Glass 3 , um notch em forma de gota d’água para abrigar a câmera frontal e bordas reduzidas. Segundo a fabricante, o painel ocupa mais de 90% da porção frontal.

A ficha técnica é intermediária, com o processador Qualcomm Snapdragon 662 , memória RAM de 4 GB e opções com armazenamento de 64 GB e 128 GB. O smartphone ainda conta com entrada dedicada para fones de ouvido, leitor de digitais, emissor de infravermelho e Android 10 de fábrica, com a interface MIUI 12 .

O celular chegará às lojas nesta sexta-feira, 27 de novembro de 2020, pelo preço sugerido de US$ 149 (64 GB) e US$ 169 (128 GB), o equivalente a cerca de R$ 810 e R$ 920, respectivamente, em conversão direta. Durante a Black Friday , ambos os smartphones terão desconto de US$ 20 (por volta de R$ 110).

Não há previsão de data e preço de lançamento do Xiaomi Poco M3 no Brasil .

Leia mais:  Série da Netflix bate recorde interno de audiência e aumenta buscas por xadrez

Xiaomi Poco M3 – ficha técnica

  • Tela:IPS LCD de 6,53 polegadas com resolução Full HD+ (2340 x 1080 pixels), ocupa 90,34% da frontal, Gorilla Glass 3 e certificações L1 Widevine e TÜV Rheinland
  • Processador:Qualcomm Snapdragon 662, octa-core de até 2 GHz e chip gráfico Adreno 610
  • RAM:4 GB (LPDDR4X)
  • Armazenamento:64 GB e 128 GB (UFS 2.2), expansível via cartão de memória microSD de até 512 GB
  • Câmera traseira tripla:
    • principal:48 megapixels, f/1,79
    • macro:2 megapixels, f/2,4
    • profundidade de campo:2 megapixels, f/2,4
  • Câmera frontal:8 megapixels
  • Bateria:6.000 mAh, recarga rápida de 18 watts e carregamento reverso
  • Sistema operacional:Android 10 (MIUI 12)
  • Conectividade:entrada dedicada para fones de ouvido (3,5 mm), USB-C, Bluetooth 5.0, Wi-Fi 802.11a/b/g/n/ac e GPS
  • Mais:leitor de impressões digitais na lateral, emissor de infravermelho (controle remoto) e som estéreo
  • Dimensões:162,3 x 77,3 x 9,6 mm
  • Peso:198 gramas
  • Cores:amarelo, azul e preto

Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

PS5 quase triplica de preço no mercado cinza do Brasil

Publicado


source

Tecnoblog

PS5
Divulgação

PS5 é vendido a preços altos no mercado cinza

O PS5 pode ser encontrado por até R$ 11 mil, atualmente, no Brasil. Acontece que o console esgotou em todos os revendedores oficiais e uma nova leva de unidades é prometida apenas para o final de dezembro. Enquanto isso, o “mercado cinza” oferece videogames a pronta entrega, mas com custo bem mais elevado.

O Tecnoblog fez um levantamento em sites como Mercado Livre e OLX e encontrou alguns anúncios com valores bem mais altos do que os praticados pela Sony , que variam entre R$ 4.199 e R$ 4.599, dependendo do modelo.

Em um dos anúncios, o vendedor oferece o PS5 a pronta entrega por R$ 10.900, mas promete vender por R$ 9 mil se o comprador pagar à vista, em dinheiro. Anúncios similares cobram uma faixa de preço sempre acima de R$ 9 mil pelo videogame .

O mesmo acontece em um famoso mercado popular no Rio de Janeiro, conforme apuração por telefone. Alguns vendedores prometem conseguir o PS5 por valores similares, chegando a até R$ 12 mil. Tudo com a mesma justificativa: falta de estoque da Sony fez crescer a demanda para quem perdeu a pré-venda, que foi iniciada por aqui ainda em setembro.

Os Xbox Series X e Series S também são encontrados no mercado cinza, mas com valores mais próximos dos oficiais do oferecido pela Microsoft e por revendedores oficiais.

Leia mais:  Clientes compram PlayStation 5 e recebem arroz e comida de gato

No Brasil e no mundo

O fenômeno, porém, não é exclusivo do Brasil . De acordo com o site Business Insider, isso também tem ocorrido no Reino Unido , mas de maneira um pouco mais “organizada”.

O site alega que um único grupo se organizou para comprar milhares de unidades do PS5 e revender a preços mais elevados, após o lançamento. Mais de três mil consoles foram obtidos com este intuito na região.

No eBay é possível encontrar os novos consoles da Sony vendidos por £ 990, o que equivale a mais de R$ 7 mil, em conversão direta.

O PS5 voltou a ficar disponível para venda em alguns sites brasileiros, como a Amazon , mas voltou a esgotar. Não se sabe quando o anúncio voltará ao ar de maneira oficial.

Comentários Facebook
Continue lendo

Parque Berneck – Várzea Grande

Política MT

Mato Grosso

Policial

Política Nacional

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana