Várzea Grande

Prefeita visita Caps AD e certifica atendimento humanizado

Publicado em

O Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (Caps AD) de Várzea Grande, acabou de passar por uma reforma completa que custou cerca de R$ 9 mil. A prefeita Lucimar Sacre de Campos e o secretário Municipal de Saúde Diógenes Marcondes, estiveram nesta segunda-feira, 18, na unidade para conferir os resultados da reestruturação da unidade que atende pacientes que “lutam” contra o vício das drogas e do álcool. Atualmente o Caps funciona de segunda a quinta-feira em três períodos – no período da manhã, da tarde e à noite, até as 21 horas. Na sexta-feira, o atendimento é até as 17 horas. Cerca de 220 pacientes ativos estão em tratamento na unidade.

A prefeita Lucimar Sacre de Campos disse que é muito importante a saúde pública ter em sua rede de atendimento, atenção voltada a este segmento da sociedade que necessita de tratamento especial. “A dependência de álcool e drogas é um problema que não escolhe idade, sexo, nem classe social. A unidade vem prestando  todo o acompanhamento necessário e multiprofissional para que essas pessoas possam superar o problema e serem reintegrados à família e à sociedade”, afirmou a prefeita.

O secretário municipal de Saúde, Diógenes Marcondes, disse que a unidade de saúde contribui com o fortalecimento de uma rede que sempre buscou garantir o cuidado de usuários em situação de vulnerabilidade social em serviços abertos, com acesso à saúde e atendimento humanizado. “Garantir a assistência integral, é a nossa meta. O Caps AD oferece acolhimento com plantão técnico e avaliação das necessidades de saúde de cada usuário, de modo a incluí-lo em programa de atenção diária ou encaminhá-lo de forma qualificada para outros serviços da rede que sejam mais adequados à situação do momento. Mas é uma unidade resolutiva, e a taxa de abandono já e bem menor. As pessoas em tratamento permanecem no tratamento e evoluem na solução do seu problema. Cada dia é um dia novo de tratamento, para quem é dependente químico até a fase do paciente saber lidar com o problema e controlar. A Rede de Serviços do SUS de Várzea Grande cumpre o seu papel de recuperar estes pacientes, de forma a reinseri-los no seu convívio familiar e voltar a vida e rotina normal”.

Leia mais:  Rotary e a integração com as ações municipais

De acordo com a gerente e responsável técnica da unidade, Joana D’arc, o Caps AD, que está localizado no bairro Jardim Imperador, próximo a Prefeitura de Várzea Grande, oferece o tratamento aberto e conta com uma equipe interdisciplinar composta por psicólogo, assistentes sociais, enfermeiros, técnicos de enfermagem, farmacêutico, médico clínico-geral, médico psiquiatra e arteterapeuta. Na unidade, os profissionais trabalham com a estratégia de redução de danos à saúde e danos sociais, bem como na reinserção social agregada a promover qualidade de vida a estes pacientes.

Na unidade o paciente encontra ajuda dos profissionais, medicamentos e troca de experiências que os ajudam a vencer o vício. Sem fila de espera, o atendimento é realizado no exato momento em que o paciente procura a unidade. Joana falou ainda da reforma que ocorreu de forma rápida e sem suspender os atendimentos. “A reforma serviu para darmos mais comodidade aos nossos pacientes. Novos equipamentos também foram recebidos, a unidade de fato está com uma cara nova”, disse a gerente.

Também é ofertado na unidade terapia na formação de grupos terapêuticos, cujos encontros ocorrem diariamente. No Caps AD os  grupos terapêuticos são: psicótico, operativo, de artes, de educação em saúde, de inclusão digital e grupo de mulheres. O da família é voltado para os familiares dos pacientes que participam de terapia em grupo e atividades de artesanato. “Cada grupo tem uma finalidade diferente para oferecer ao paciente, cujos propósitos são o de reposicionar e reinserir no contexto social e familiar. Através dessas atividades ele é orientado como se posicionar novamente no ambiente familiar, no trabalho, no meio de amigos”, pontua o psicólogo André Antunes.

Leia mais:  Cavalaria da PM prende trio com 9 kg de maconha na Avenida da FEB

Joana explica ainda que a unidade, funciona de porta abertas, “a pessoa pode vir espontaneamente sozinho ou com a família, também referenciada por outras unidades. A Justiça as vezes encaminha alguns casos, mas a demanda é espontânea. Nossa maior preocupação é a recuperação da pessoa, desde sua saúde até a convivência com a sociedade”, afirmou a gerente.

O atendimento no Caps AD também inclui visitas domiciliares, e atividades externas como passeios em museus, exposições e praças. Na Rede de Serviços na Atenção Psicossocial, Várzea Grande conta ainda com um Caps Infantil e o Caps 2 que atende pessoas com transtornos mentais. Nessas unidades, o horário de funcionamento é das 7h às 17 horas.

Por: Letícia Kathucia – Secom/VG

Comentários Facebook
Advertisement

Várzea Grande

Prefeitura de Várzea Alegre monta estrutura para retomada da Festa de Agosto

Published

on

Estão acelerados os preparativos para a Festa de Agosto 2022 em Várzea Alegre, de 21 a 31 deste mês.

A Prefeitura de Várzea Alegre iniciou a montagem do Barracão Cultural Poeta Francisco de Sousa Sobrinho e das tendas na Av. Luiz Afonso Diniz no último sábado, 13 de agosto.

Segundo Maria Luiz Sátiro, que responde pelo NAT – Núcleo de Administração Tributária, a previsão é que a montagem das tendas seja concluída nesta terça-feira, 16 de agosto.

O Barracão Cultural terá área de 700 metros quadrados e esse ano, na 18ª edição, trabalhará o tema “Louceiras – o barro em mãos talentosas”, segundo informou Toinha Pereira – secretária de Cultura e Turismo de Várzea Alegre.

De acordo com Maria Luiza, este ano estão sendo instaladas 40 tendas para venda de bebidas e comidas e 4 barracas para venda de drinks, com trabalhos de 31 barraqueiros.

Como novidades, este ano terá uma barraca especializada na venda de doces e a plataforma 360º como destaque de mídia.

Quanto aos preços que os comerciantes pagaram para negociar durante a festa, a tenda com área 5×5 teve investimento de R$ 1.000,00, área 3X3, R$ 600,00 e com área 2X2, R$ 500,00.

Leia mais:  Ouvidoria Cidadã cumpre meta de atendimento ao cidadão neste primeiro semestre do ano

Para abastecer de bebidas esses comerciantes, a Prefeitura fechou parceria com uma empresa de Várzea Alegre, o que evita exclusividade de produto e os comerciantes terão liberdade para vender diversas marcas de cerveja.

Parque de diversões

Com chamada pública feita pela Prefeitura de Várzea Alegre, o Parque de Diversões Recife, por melhor oferta, pagou antecipadamente a soma de R$ 30 mil, dinheiro depositado na conta da Prefeitura, para uso do espaço público. A montagem do parque deve começar dia 18 de agosto.

Moradores

Os moradores da Av. Luiz Afonso Diniz e das ruas José Correia Sobrinho, Profa. Socorro Rolim e Murilo Ribeiro, que têm as frentes e garagens de suas casas tomadas pelas instalações das tendas, em entendimento com a Prefeitura, estacionam seus veículos automotores em terreno fechado e com vigilância, no Alto Santo Center.

Xand Avião

Fora do circuito da Av. Luiz Afonso Diniz, a festa terá grande show público, na noite de 24 de agosto, com a presença do forrozeiro Xand Avião no Parque Cívico São Raimundo Nonato.

Leia mais:  Prefeitura de Várzea Grande abre pré-cadastro da vacina contra Covid-19 para crianças de 3 e 4 anos

Retomada

A programação social da Festa de Agosto é retomada após dois anos da pandemia de Covid-19. Há grande expectativa da população, da cidade e da região, para o evento público.

A Festa de Agosto transcorre em paralelo aos festejos religiosos ao padroeiro da cidade, São Raimundo Nonato.

Assessoria de Comunicação

Reportagem: Marco Filho

fonte – varzea alegre

Comentários Facebook
Continue Reading

Várzea Grande

Prefeitura de Várzea Grande desmarca reunião em cima da hora; categoria discutirá greve

Published

on

A equipe de secretários do prefeito de Várzea Grande, Kalil Baracat, não compareceu a uma reunião previamente agendada com lideranças do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso da central e da subsede no município. A agenda marcada para esta segunda-feira (15), iria tratar de duas pautas primordiais para a categoria: o rateio das sobras do Fundeb e o reajuste do Piso Salarial, conforme o Piso Nacional estabelecido para os profissionais do magistério.

O presidente do Sintep-MT, Valdeir Pereira, criticou a falta de respeito da gestão municipal de Várzea Grande, para com os trabalhadores da Educação. “Desmarcar uma reunião em cima da hora, mostra como a administração trata os educadores, com total desrespeito. Infelizmente, a gestão municipal não se mostra aberta ao diálogo, ignora as reivindicações legítimas da categoria. Diante disso, não temos outra escolha a não ser caminhar para a possibilidade de uma greve dos trabalhadores da Educação de Várzea Grande, com a paralisação das nossas atividades, até sermos ouvidos e atendidos em nossas pautas”, disse o sindicalista.

Leia mais:  Prefeitura de Várzea Grande abre pré-cadastro da vacina contra Covid-19 para crianças de 3 e 4 anos

O presidente da Subsede do Sintep em Várzea Grande, Juscelino Moura, destaca a união dos educadores na luta pelos direitos da categoria. “Faço essa convocação para todos os profissionais da educação, para que se juntem ao sindicato em nossos atos e protestos. A administração pública em Várzea Grande tem a cultura de perseguir os servidores, especialmente aqueles que não ficam passivos diante desses ataques aos nossos direitos; mas apesar disso, reitero que não devemos ter medo, porque a própria legislação está do nosso lado, quando pleiteamos o reajuste salarial conforme o piso nacional. Quanto ao rateio, temos provas que o município tem condições de pagar”, disse.

O Assessor Jurídico da subsede do Sintep, Dr. Bruno Boaventura, também destacou a questão dos recursos não utilizados do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). “O que temos a dizer do ponto de vista jurídico é que a prefeitura de Várzea Grande gasta hoje cerca de 42% da receita corrente líquida com gasto em pessoal. Ou seja, a prefeitura tem condições financeiras orçamentárias de pagar o rateio do Fundeb e de pagar o piso conforme a lei. A Assessoria Jurídica do Sintep vai acionar novamente o Ministério Público Federal para que um inquérito quanto à aplicação da lei do rateio do Fundeb seja regularizado e seja proposta pelo MPF, uma ação por improbidade administrativa contra o prefeito Kalil e também contra o secretário de Educação do município”, disse o advogado Bruno Boaventura.

Leia mais:  Equipe de Basquetebol de Várzea Grande sagra-se vice-campeã

“Não nos calaremos diante dessas afrontas com os direitos dos trabalhadores da educação. Conforme os próprios dados orçamentários, não há desculpa financeira para não implementar o piso e fazer o rateio das sobras do Fundeb”, finalizou o presidente da entidade de Classe, Valdeir Pereira.

fonte – sintep orgg

Comentários Facebook
Continue Reading

Parque Berneck – Várzea Grande

Política MT

Mato Grosso

Policial

Política Nacional

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana