conecte-se conosco


Cuiabá

Operação ajuda Ministério da Saúde a medir impacto do Programa Vida no Trânsito; veja balanço

Publicado

Mais de 480 testes de alcoolemia foram realizados durante uma série de blitz acompanhadas pela Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), entre as noites de sexta-feira (29) e domingo (1). A ação faz parte da Pesquisa Vida no Trânsito, desenvolvida por alunos da Universidade Federal de Goiás (UFG) e Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), junto ao Ministério da Saúde. 

O estudo analisa o impacto do Programa Vida no Trânsito (PVT) em 14 capitais nas cinco regiões do país, considerando aspectos determinantes das lesões e mortes causadas pelos acidentes de trânsito. Em Cuiabá as abordagens aconteceram respectivamente nas avenidas Historiador Rubens de Mendonça, Arquimedes Pereira Lima, XV de Novembro e Tenente Coronel Duarte.

No total foram lavrados 166 Autos de Infração de Trânsito (AIT) durante a operação, sendo 39 por dirigir sob efeito de álcool (artigo 165); 10 por recusar-se a realizar o teste do etilômetro (artigo 165ª); 30 por dirigir sem CNH (artigo 162 I); 50 por dirigir veículo registrado sem estar licenciado (artigo 230); e 7 por dirigir com CNH vencida há mais de 30 dias (artigo 162 V).

Além disso, houve registros de 30 Autos por infrações diversos e oito prisões por embriaguez e desacato (artigo 306 V). Ao longo dos quatro dias de trabalho, 96 veículos, entre carros e motos foram removidos.

Leia mais:  Segundo dia de barreira sanitária em Cuiabá registra atendimento a 2.948 pessoas

O professor da UFG, Otaliba Libânio, explica que os números integrarão o estudo do Ministério da Saúde, apontando a prevalência de fatores de risco nos acidentes de trânsito, como uso de celular, alta velocidade e beber e dirigir. “O objetivo principal é avaliar o impacto do Programa. Para isso, fazemos coletas e, além, dos números das blitz, entrevistamos os motoristas.”

A avaliação, que começou em março deste ano, acontece em cidades ou regiões metropolitanas com mais um milhão de habitantes. Para isso, foram sorteadas duas cidades por região do país. Neste contexto Cuiabá é o 13ª município a receber a equipe responsável pelo levantamento, antecedendo São Paulo (SP).

De acordo com o titular da Pasta, Antenor Figueiredo, em Cuiabá o Vida no Trânsito já identificou três fatores críticos quando se trata de mortalidade no trânsito: as altas taxas de acidentes envolvendo motociclistas, consumo de bebida alcoólica e alta velocidade.“Temos feito um trabalho para reduzir os óbitos. Já observamos resultados, principalmente nas vias onde temos radares”, explica.

A Blitz é realizada em parceria com o Gabinete de Gestão Integrada (GGI); o Batalhão de Trânsito da Polícia Militar (BPMTRAN); a Delegacia Especializada em Delitos de Trânsito (Deletran); o Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT); a Polícia Rodoviária Federal (PRF); a Secretaria de Segurança Pública (Sesp); e Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (CIOSP).

Leia mais:  Prefeito lamenta falecimento de servidor aposentado João Bosco Evangelista Tavares

O PVT em Cuiabá

A secretária-adjunta, Luciana Zamproni lembra que a Semob  já está trabalhando com um plano de ações para 2020.  No início do mês, representantes do Ministério da Saúde estiveram na Secretaria para discutir ações do Projeto Vida no Trânsito. No encontro, os gestores fizeram um balanço das ações adotadas desde 2013 para a redução da mortalidade nas vias do Município.

“Com os dados em mãos e o resultado do estudo poderemos estabelecer diretrizes para o programa. É importante destacar que o planejamento é feito em parceria com a equipe da Vigilância Epidemiológica, a Diretoria de Trânsito e as comissões de dados”, diz a adjunta.

Em Mato Grosso o Vida no Trânsito conta com a parceria de órgãos como a Delegacia Especializada em Delitos de Trânsito (Deletran), Detran, Perícia Oficial de Identificação Técnica (Politec), Polícia Militar (PM), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Secretaria de Estado de Saúde, além das secretarias municipais de Mobilidade Urbana e Saúde.

Comentários Facebook
publicidade

Cuiabá

Gestão orienta servidores sobre lei que suspende desconto em folha de empréstimos consignados

Publicado


.

Com a aprovação da Lei nº 6.547, a Secretaria Municipal de Gestão divulga orientações aos servidores, ativos e inativos, que desejam suspender o desconto em folha de suas obrigações financeiras, como empréstimos consignados. A Lei foi aprovada, por unanimidade, na Câmara Municipal de Cuiabá, no dia 01 de julho de 2020, após veto do Poder Executivo Municipal.

“Fui contrário a promulgação desta lei porque continuo honrando com o pagamento dos salários dos nossos servidores e isso tem sido fundamental na minha gestão. Por isso, penso que não estamos no momento de postergar dívidas, pois uma hora elas terão que ser pagas”, pontuou o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro.

O servidor que desejar suspender os descontos em folha deve preencher formulário de Comunicado de Suspensão de Consignados, disponível no Portal do Servidor. De posse do documento preenchido, o servidor deve enviá-lo, juntamente com cópia do documento de identificação a sua Diretoria Administrativa Financeira (DAF) ou ao Cuiabá/Prev até o dia 30 de julho de 2020.

Leia mais:  Segundo dia de barreira sanitária em Cuiabá registra atendimento a 2.948 pessoas

O caso dos servidores inativos, a documentação deve ser enviada necessariamente ao Cuiabá/Prev ao email [email protected]

A secretária de Gestão, Ozenira Félix orienta que o servidor deve procurar a instituição financeira em que o empréstimo consignado foi realizado para que o processo seja finalizado.

“Nós da Prefeitura realizamos apenas a suspensão em folha, a responsabilidade do diálogo com a intuição financeira é do servidor. Então, é importante que ele procure os canais de atendimento da instituição que mantém contrato para informar a suspensão e evitar equívocos futuros, como a negativação por falta de pagamento”, explicou a secretária.

De acordo com a lei, as parcelas suspensas deverão ser acrescidas ao final do contrato, sem a incidência de juros e multas. O prazo de suspensão poderá ser prorrogado por igual período ou enquanto durar o estado de emergência declarada pelo município de Cuiabá.

Confira em anexo a Portaria que regulamenta o procedimento de suspensão de desconto em folha de empréstimos consignados de servidores ativos e inativos:

Leia mais:  Parceria entre primeira-dama e laboratório Carlos Chargas beneficiará filhos de mulheres vítimas de violência

Comentários Facebook
Continue lendo

Cuiabá

Segundo dia de barreira sanitária em Cuiabá registra atendimento a 2.948 pessoas

Publicado


.

O segundo dia de barreira sanitária em Cuiabá, realizado nesta quinta-feira (9), registrou atendimento a 2.948 pessoas que estavam a bordo de 1.503 veículos. Todas foram examinadas pelas equipes de fiscais da Vigilância Sanitária, nos quatro pontos estratégicos de entrada e saída da capital. 

Dessas, apenas seis pessoas precisaram ser encaminhadas para unidade de saúde por apresentarem sintomas de Covid-19. Elas assinaram um termo de consentimento se comprometendo a procurar um médico e a Vigilância Sanitária anotou os contatos dessas pessoas para encaminhar a Vigilância Epidemiológica, que deve fazer o acompanhamento.

Ao longo de toda a quinta-feira (9), foram abordadas 2.585 pessoas a bordo de 1.370 carros ou caminhonetes, 54 pessoas em 33 caminhões, 87 pessoas a bordo de 65 motocicletas e 222 pessoas em 35 ônibus, micro-ônibus ou vans.

A barreira com o maior fluxo de pessoas foi a da BR-163/364, onde 830 pessoas foram abordadas, em 405 veículos. 713 delas estavam em carro ou caminhonete, 89 em ônibus, micro-ônibus ou van, 21 em motos e sete em caminhões.

Leia mais:  76% dos casos confirmados de Covid-19 em Mato Grosso são de municípios do interior

Na rodovia Emanuel Pinheiro (MT-251), houve a aferição de temperatura e aplicação de questionário junto a 787 pessoas a bordo de 369 veículos. Foram 685 pessoas em carros de passeio ou caminhonete, 63 em ônibus, micro-ônibus ou van, 34 em caminhão e cinco em motocicleta.

Na rodovia Helder Cândia (MT-010), conhecida como Estrada da Guia, houve a fiscalização sanitária junto a 693 pessoas, que estavam a bordo de 377 veículos, sendo 623 em carros e caminhonetes, 42 em ônibus, micro-ônibus ou van, 20 em motocicletas e oito em caminhões.

A barreira sanitária com menor fluxo no dia foi a da rodovia Palmiro Paes de Barros (MT-040, que liga a Capital a Santo Antônio do Leverger. Lá foram atendidas 638 pessoas em 352 veículos. 564 pessoas estavam em carros ou caminhonetes, 41 em motos, 28 em ônibus, micro-ônibus ou van e cinco em caminhões.

As barreiras sanitárias estão em funcionamento desde a quarta-feira (8) e vai até o dia 14 de julho, sempre das 8h às 12h e das 13h às 17h. A implantação das estruturas é uma estratégia adotada pela Prefeitura de Cuiabá como forma de inibir o contágio pelo novo coronavírus (Covid-19).

Leia mais:  Diretor de Vigilância em Saúde explica porque barreiras sanitárias não utilizam testes rápidos

Cerca de 30 servidores da Secretaria Municipal de Saúde, além de agentes de trânsito da Secretaria de Mobilidade Urbana, policiais rodoviários federais e policiais militares atuam nas blitzes. Nesses pontos é feita aferição de temperatura corporal e aplicação de questionário junto aos condutores e passageiros para verificar sintomas de Covid-19. 

Também é feita limpeza dos pneus dos veículos com cloreto de benzalcônio. As pessoas identificadas com sintomas são orientadas a procurar o mais rapidamente uma unidade de saúde e assinam um termo se comprometendo a fazê-lo. Posteriormente, a Vigilância Epidemiológica faz o acompanhamento dessas pessoas.

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Parque Berneck – Várzea Grande

Política MT

Mato Grosso

Policial

Política Nacional

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana