Sem categoria

“Nossa relação não é um fetiche”: casal encara preconceito por diferença no peso

Publicado em

Anthony Piersanti e Jean são um casal do Arizona, nos Estados Unidos. Eles estão juntos desde 2006 e se casaram em 2010. E nesse tempo de namoro e casamento encaram olhares tortos e julgamento de estranhos por conta da diferença no peso deles. 

Leia também: Casal com diferença de peso define o que é amor de verdade


Casal está junto há 13 anos e relata preconceito por diferença de peso
Reprodução/Youtube/Anthony Piersanti

Casal está junto há 13 anos e relata preconceito por diferença de peso

Ele pesa cerca de 84 kg. Jean está na casa dos 188 kg. Um homem magro com uma mulher gorda ainda gera estranheza e preconceito por aí. Apesar disso,  casal
vive feliz juntos – e mostra a rotina em um canal no You Tube.

“Nossa relação não é um fetiche”, afirma Antonhy, segundo reportagem do jornal Daily Mail
. “Definitivamente ainda há estigma de um homem magro se relacionar com uma mulher gorda
ou vice e versa. Acho que pensam que as pessoas gordas não podem ser desejadas”. 

Ele diz ainda que sempre o questionam sobre porque ele sente atração por uma mulher gorda e costuma dar a seguinte resposta: “Se você se sente atraído por cabelos loiros, olhos azuis, pé grande ou mão pequena ou qualquer coisa, é por causa de quem é a pessoa é e o que está no corpo dela”. 

Leia mais:  Caixa começa a pagar o FGTS; saiba como sacar

Casal nega que tenha algum fetiche na relação. Tudo é uma questão de preferências
Reprodução/Twitter

Casal nega que tenha algum fetiche na relação. Tudo é uma questão de preferências

Segundo Anthony, é um estereótipo uma pessoa magra com outra mais gorda ser um fetiche, mas pode ser apenas uma preferência, como qualquer outra, por qualquer outra característica. E ele não gosta que prefere as gordinhas. 

E isso não incomoda Jean: “Nunca estive com um homem que amasse o meu tamanho tanto quanto Anthony. E ele nunca fez disso ou fetiche
ou algo assim”

Já os olhares e o preconceito dos outros a atrapalha. “Me entristece ver que Anthony é julgado por estar com uma mulher do meu tamanho. É muito triste que os outros não nos vejam apenas como pessoas”, comenta Jean. 

Leia também: Série de fotos celebra o amor de pessoas obesas e seus parceiros

Casal encara o preconceito


Casal diz não se preocupar com a opinião dos outros e afirma viver um relacionamento feliz
Reprodução/Youtube/Anthony Piersanti

Casal diz não se preocupar com a opinião dos outros e afirma viver um relacionamento feliz

Mesmo sabendo desses julgamentos, os norte-americanos afirmam estar em um relacionamento feliz e pleno. “Se sou feliz comigo? Sim, eu sou. Eu me acho bonita e acho que tenho muito a oferecer”, fala Jean. 

Leia mais:  Poder de compra afetado: mercado estima inflação maior para 2019

Anthony também se mostra empolgado com a autoestima da mulher e a vê como uma inspiração: “Acho que você precisa achar um jeito de se sentir confortável com o que você é”. 


Jean diz que já pensou em emagrecer, mas não pela pressão dos outros, mas para poder fazer algumas atividades em casal
Reprodução/Youtube/Anthony Piersanti

Jean diz que já pensou em emagrecer, mas não pela pressão dos outros, mas para poder fazer algumas atividades em casal

Apesar do bom relacionamento, em alguns momentos a diferença de peso atrapalha. De acordo com informações do jornal, Anthony tem um estilo aventureiro e gosta de emoção e nem sempre Jean consegue o acompanhar. 

Eles dizem por exemplo, que a mulher não vai com o marido a montanha-russa em parque de diversões porque há um limite de peso o qual ela excede. Diante dessas situações, ela afirma que até pensa em perder peso, mas não pelo que escuta dos outros, mas para poder acompanhar o marido em sua rotina. 

Leia também: “Idade é só um número”, diz idosa de 72 anos casada com jovem de 19 anos

Mesmo com esses contratempos, ela se diz realizada no relacionamento do casal
. “Para mim é perfeito. Acho que o que importa é encontra alguém com quem você possa rir, ter um bom tempo, brincar e amar”. 

Comentários Facebook
Advertisement

Política VG

Vereador/VG se “despede” de entidade; sai a Federal e mira votação histórica de Curvo

Published

on

Pré-candidato à Câmara Federal pelo PSB, o Vereador por Várzea Grande, Bruno Lins Rios se licenciou da UCMMAT (União das Câmaras de Mato Grosso), para alçar vôo  mais alto. Empossado na entidade em 2021, Rios terá pela frente dois adversários de peso no partido, sendo a primeira-dama de Rondonópolis, Neuma de Morais e o Deputado Estadual, Alan Kardec. O vereador poderá se engajar exclusivamente como representante de Várzea Grande, já que outro pretendente ao mesmo cargo, o Vereador Rogerinho Dakar (PSDB), vê sua sigla “derretendo”. A idéia de Bruno é “bombar” na cidade industrial, para isso vêm se cacifando financeiramente e logicamente formar dobradinhas, dentre as metas, uma delas é aproximar da histórica votação em 2006 do ex-vereador Chico Curvo, batendo 37 mil votos.

 

 

fonte Oempallador

Comentários Facebook
Leia mais:  Polícia Civil recupera mais 29 cabeças de bovinos oriundas de golpe de estelionato
Continue Reading

Sem categoria

Datafolha: 55% dizem que não votam em Bolsonaro de jeito nenhum

Published

on


source
Datafolha: 55% dizem que não votam em Bolsonaro de jeito nenhum
Marcelo Camargo/Agência Brasil – 08.03.2022

Datafolha: 55% dizem que não votam em Bolsonaro de jeito nenhum

Dentre os pré-candidatos ao Palácio do Planalto,  o presidente Jair Bolsonaro é o que apresenta o maior índice de rejeição, aponta pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira: 55% dos entrevistados afirmam que não votariam nele de jeito nenhum. O desempenho é melhor que o apresentado na última pesquisa do instituto, quando essa porcentagem chegou a 60%. As duas pesquisas, contudo, não são diretamente comparáveis, já que houve mudanças na lista de candidatos.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é quem ocupa a segunda colocação no ranking, com rejeição de 37%. Na sequência, vêm o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), com 30%; o ex-juiz Sergio Moro (Podemos), com 26%; e o ex-governador Ciro Gomes (PDT), que registrou 23% no índice.

Em um segundo bloco, com números menores, estão o governador do Rio Grande do Sul Eduardo Leite (PSDB), com 14%; Vera Lúcia (PSTU), que registrou 13% de rejeição; Simone Tebet (MDB) e Leonardo Péricles (UP), ambos com 12%; e Felipe D’Ávila (Novo), que marcou 11%.

Leia mais:  Polícia Civil recupera mais 29 cabeças de bovinos oriundas de golpe de estelionato

Leite, que perdeu nas prévias do PSDB para o governador João Doria, avalia um convite do PSD para concorrer à Presidência, além da possibilidade de concorrer pelo próprio PSDB no lugar de Doria — hipótese estimulada por aliados.

Leia Também

A baixa rejeição a nomes do segundo bloco, no entanto, passa também pelo grau de conhecimento desses pré-candidatos entre os eleitores. Lula é o mais conhecido pelos entrevistados: 99% disseram saber quem ele é. O presidente Jair Bolsonaro tem índice de 98%, enquanto 90% afirmaram conhecer Sergio Moro. Ciro Gomes tem 89% de conhecimento e Doria, 80%.

Dos entrevistados, 42% dizem conhecer o governador Eduardo Leite, 31% conhecem Vera Lúcia e 30%, Felipe D’Ávila. A senadora Simone Tebet registra índice de 28%, enquanto Leonardo Péricles tem 20% de conhecimento.

O Datafolha ouviu 2.556 eleitores em 181 municípios de todo o país entre terça e quarta-feira desta semana. A pesquisada foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-08967/2022. O nível de confiança do levantamento – isto é, a probabilidade de que ele reproduza o cenário atual, considerando a margem de erro – é de 95%.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

Comentários Facebook
Continue Reading

Parque Berneck – Várzea Grande

Política MT

Mato Grosso

Policial

Política Nacional

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana