Connect with us

No “BBB19”, Rodrigo e Rízia se envolveram numa polêmica durante a festa Sétima Arte, na madrugada desta quinta-feira (28). Tudo isso porque a sister acusou o cientista social de tê-la assediado, tentando beijá-la à força.

Leia também: Polícia vai ouvir Paula em investigação sobre intolerância no “BBB 19”


Rodrigo tenta beijar Rízia no
Divulgação

Rodrigo tenta beijar Rízia no “BBB 19”


Leia também: Ficou no quase! Cinco vezes que o “BBB 19” flertou com a treta

Durante a festa Sétima Arte na madrugada desta quinta-feira (28), no “BBB 19”
, um momento de tensão ocorreu entre Rízia e Rodrigo. Tudo isso porque a sister acusou o cientista social de tê-la assediado, tentando beijá-la à força.

“O Rodrigo tentou me beijar”, afirmou Rízia, durante uma conversa com Hariany, Paula e Gabriela, dizendo que o brother  forçou um beijo.

“Tentou não, ele não é… Eu acho que ele é eclético”, declarou Paula. Então, Rízia explicou a situação: “Eu juro, ele tentou me beijar. Eu fui dar um selinho nele e no Alan, e ele botou a língua pra fora”, disse.

Leia mais:  Mesmo sem patrocínio, Sessão Vitrine tenta viabilizar estreia da quinta edição

Então, Hariany a questionou, perguntando o que a jornalista tinha achado de toda a situação. “Achou uma palhaçada?”, perguntou a goiana. “Eu achei”, afirmou Rízia.

Ainda na mesma comemoração, Rodrigo chegou a puxar a sister pelo braço, quando ela tentou se esquivar. “Não tira a mão, não. Galego posso e eu não posso?”, perguntou o rapaz. A alagoana, então, saiu andando.

No Twitter, não faltaram críticas à atitude de Rodrigo. O assunto foi um dos mais comentados durante toda a manhã, com a tag “Rízia Merece Respeito”, além de ter virado tema de debates nas redes sociais.

“Muito decepcionada com essas atitudes do Rodrigo, retiro minha torcida. Eu imagino como Rízia deve estar se sentindo. Eu estou do lado da gaiola, só que vamos admitir que o Rodrigo foi muito babaca!! Que decepção”, disse uma telespectadora.

Além disso, houve comentários de pessoas que, mesmo apoiando o grupo “Baile da Gaiola”, foram contra a atitude de Rodrigo: “Uma coisa que ninguém quer dizer que sabe, mas eu vou escrever aqui… não é só porque tal pessoa é do seu grupo que ela não comete erros e não deve ser julgada sobre aquilo. Tem que se posicionar contra o errado sim! Seja do seu grupo ou não. Não passemos pano”, criticou uma internauta.

Leia mais:  Sasha Meneghel é estrela de desfile de biquíni no Mercadão Central de São Paulo

Alguns fãs do programa ainda defenderam que, independente de suas torcidas, o momento era de reflexão e, claro, apoio à Rízia.

“Eu não estou aqui para falar da gaiola/villa mix, e sim do assédio do Rodrigo contra a Rízia. Isso vai além de torcidas. Ela é mulher, ser humano e merece respeito. Assédio não passará”, declarou uma outra telespectadora do programa.


Rodrigo e Rízia na sala do
Divulgação

Rodrigo e Rízia na sala do “BBB 19”

 “Estou horrorizado com o que o Rodrigo fez. Minha torcida pelo grupo dele no “BBB 19”
não me isenta de escrachá-lo, isso tem SIM que ter as devidas punições”, comentou um outro usuário da rede, indignado com a situação.

Comentários Facebook
Advertisement

Política VG

Vereador/VG se “despede” de entidade; sai a Federal e mira votação histórica de Curvo

Published

on

Pré-candidato à Câmara Federal pelo PSB, o Vereador por Várzea Grande, Bruno Lins Rios se licenciou da UCMMAT (União das Câmaras de Mato Grosso), para alçar vôo  mais alto. Empossado na entidade em 2021, Rios terá pela frente dois adversários de peso no partido, sendo a primeira-dama de Rondonópolis, Neuma de Morais e o Deputado Estadual, Alan Kardec. O vereador poderá se engajar exclusivamente como representante de Várzea Grande, já que outro pretendente ao mesmo cargo, o Vereador Rogerinho Dakar (PSDB), vê sua sigla “derretendo”. A idéia de Bruno é “bombar” na cidade industrial, para isso vêm se cacifando financeiramente e logicamente formar dobradinhas, dentre as metas, uma delas é aproximar da histórica votação em 2006 do ex-vereador Chico Curvo, batendo 37 mil votos.

 

 

fonte Oempallador

Comentários Facebook
Leia mais:  Confiança do comércio recua em novembro, aponta FGV
Continue Reading

Sem categoria

Datafolha: 55% dizem que não votam em Bolsonaro de jeito nenhum

Published

on


source
Datafolha: 55% dizem que não votam em Bolsonaro de jeito nenhum
Marcelo Camargo/Agência Brasil – 08.03.2022

Datafolha: 55% dizem que não votam em Bolsonaro de jeito nenhum

Dentre os pré-candidatos ao Palácio do Planalto,  o presidente Jair Bolsonaro é o que apresenta o maior índice de rejeição, aponta pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira: 55% dos entrevistados afirmam que não votariam nele de jeito nenhum. O desempenho é melhor que o apresentado na última pesquisa do instituto, quando essa porcentagem chegou a 60%. As duas pesquisas, contudo, não são diretamente comparáveis, já que houve mudanças na lista de candidatos.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é quem ocupa a segunda colocação no ranking, com rejeição de 37%. Na sequência, vêm o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), com 30%; o ex-juiz Sergio Moro (Podemos), com 26%; e o ex-governador Ciro Gomes (PDT), que registrou 23% no índice.

Em um segundo bloco, com números menores, estão o governador do Rio Grande do Sul Eduardo Leite (PSDB), com 14%; Vera Lúcia (PSTU), que registrou 13% de rejeição; Simone Tebet (MDB) e Leonardo Péricles (UP), ambos com 12%; e Felipe D’Ávila (Novo), que marcou 11%.

Leia mais:  Pai de MC Gui ataca Marcos Mion após suposto caso de traição

Leite, que perdeu nas prévias do PSDB para o governador João Doria, avalia um convite do PSD para concorrer à Presidência, além da possibilidade de concorrer pelo próprio PSDB no lugar de Doria — hipótese estimulada por aliados.

Leia Também

A baixa rejeição a nomes do segundo bloco, no entanto, passa também pelo grau de conhecimento desses pré-candidatos entre os eleitores. Lula é o mais conhecido pelos entrevistados: 99% disseram saber quem ele é. O presidente Jair Bolsonaro tem índice de 98%, enquanto 90% afirmaram conhecer Sergio Moro. Ciro Gomes tem 89% de conhecimento e Doria, 80%.

Dos entrevistados, 42% dizem conhecer o governador Eduardo Leite, 31% conhecem Vera Lúcia e 30%, Felipe D’Ávila. A senadora Simone Tebet registra índice de 28%, enquanto Leonardo Péricles tem 20% de conhecimento.

O Datafolha ouviu 2.556 eleitores em 181 municípios de todo o país entre terça e quarta-feira desta semana. A pesquisada foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-08967/2022. O nível de confiança do levantamento – isto é, a probabilidade de que ele reproduza o cenário atual, considerando a margem de erro – é de 95%.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

Comentários Facebook
Continue Reading

Mais Lidas da Semana