Sem categoria

Menina com condição rara precisa fazer lipoaspiração para diminuir mãos gigantes

Publicado em

A pequena Cora Ruben, de 2 anos, sofre de uma doença genética e precisou fazer uma lipoaspiração para reduzir o tamanho de suas mãos consideradas “gigantes”. A menina nasceu com linfedema, uma condição que causa um acúmulo de fluido linfático e causa um inchaço extremo em todo o corpo. Além das mãos, Cora também tem inchaços no abdômen, nas pernas e nos pés.

Leia também: Meu filho tem uma doença rara, como lidar com esse diagnóstico?


Cora Ruben tem uma condição rara de gera inchaço nas mãos e para amenizar isso precisou fazer uma lipoaspiração
Reprodução/Discovery

Cora Ruben tem uma condição rara de gera inchaço nas mãos e para amenizar isso precisou fazer uma lipoaspiração


“Suas mãos são obviamente a coisa mais notável e que as pessoas veem de cara, mas o que elas não sabem é que é que, na verdade, ela tem grande parte do corpo inchada”, diz Brett, pai de Cora. Esses inchaços acontecem devido à doença genética, mas a lipoaspiração
foi indicada por uma especialista depois de uma descoberta.

Segundo informações do portal britânico “Mirror”, a mãe da menina, Kasey, teve uma gravidez normal, mas logo após o parto, os médicos perceberam algumas irregularidades físicas nas mãos de Cora. No entanto, eles acharam que o inchaço poderia ser um efeito colateral normal pós-nascimento.

Leia mais:  Robert Downey Jr. volta a viver o Homem de Ferro em série do Disney+

Leia também: Lipoaspiração – saiba o que é e para quem serve essa cirurgia plástica

“Nas primeiras semanas, pensamos que o inchaço
iria diminuir. Foi o que nos disseram, mas fomos ao pediatra e lá a médica suspeitou que poderia ser linfedema”, conta Brett.

Essa doença é uma condição incurável e progressiva. Há uma série de tratamentos que podem amenizar os sintomas, como massagens regulares para promover o fluxo do fluido linfático e o uso de bandagens de compressão, mas nada funcionou de forma significativa para Cora.

Lipoaspiração para diminuir as mãos


Cora já fez a lipoaspiração e segue em recuperação, mas a mãe dela afirma que já vê diferença nas mãos da filha
Reprodução/Discovery

Cora já fez a lipoaspiração e segue em recuperação, mas a mãe dela afirma que já vê diferença nas mãos da filha

Com o tempo, a menina só foi piorando e como nada estava funcionando foi recomendado aos pais que eles visitassem uma clínica especializada em linfedema na Alemanha. A família, que mora nos Estados Unidos, voou até uma cidade alemã para encontrar a professora Etelka Földi, uma das maiores especialistas mundiais nessa condição.

“O linfedema é, em essência, uma doença crônica causada pela ineficiência do sistema de drenagem linfática. Quando o sistema de drenagem linfática é ineficiente, a inflamação se desenvolve”, explica a professora. A princípio, a especialista prescreveu uma drenagem linfática com técnicas de massagem para evitar o acúmulo de líquido nas mãos
de Cora.

Leia mais:  Horóscopo do dia: previsões para 21 de novembro de 2019

No entanto, após um exame, Etelka descobriu que o inchaço nas mãos continha apenas 20% do líquido linfático, sendo o restante resultado do crescimento excessivo de tecido adiposo. Isso significa que 80% do inchaço era causando pela gordura acumulada nas mãos, por isso, as massagens não tinham um bom resultado.

Leia também: Jovem com alopecia compartilha jornada para aceitar condição e inspira na web

“Acho que nenhum pai gosta de pensar em ver seu filho passando por uma cirurgia, mas acho que qualquer pessoa faria isso. Não é culpa dela ter nascido com essa condição, então eu farei tudo o que puder para ajudá-la a ter uma vida feliz e de qualidade”, afirma a mãe. Cora já passou pelo procedimento e a mãe diz que já vê uma melhora significativa nas mãos da filha.

“Depois da lipoaspiração
, a capacidade de [Cora] pegar as coisas é tremendamente melhor. Agora, somos capazes de empurrar o fluido e suas mãos dela estão macias e não mais duras e pesadas como antes”, finaliza Kasey.

Comentários Facebook
Advertisement

Política VG

Vereador/VG se “despede” de entidade; sai a Federal e mira votação histórica de Curvo

Published

on

Pré-candidato à Câmara Federal pelo PSB, o Vereador por Várzea Grande, Bruno Lins Rios se licenciou da UCMMAT (União das Câmaras de Mato Grosso), para alçar vôo  mais alto. Empossado na entidade em 2021, Rios terá pela frente dois adversários de peso no partido, sendo a primeira-dama de Rondonópolis, Neuma de Morais e o Deputado Estadual, Alan Kardec. O vereador poderá se engajar exclusivamente como representante de Várzea Grande, já que outro pretendente ao mesmo cargo, o Vereador Rogerinho Dakar (PSDB), vê sua sigla “derretendo”. A idéia de Bruno é “bombar” na cidade industrial, para isso vêm se cacifando financeiramente e logicamente formar dobradinhas, dentre as metas, uma delas é aproximar da histórica votação em 2006 do ex-vereador Chico Curvo, batendo 37 mil votos.

 

 

fonte Oempallador

Comentários Facebook
Leia mais:  Robert Downey Jr. volta a viver o Homem de Ferro em série do Disney+
Continue Reading

Sem categoria

Datafolha: 55% dizem que não votam em Bolsonaro de jeito nenhum

Published

on


source
Datafolha: 55% dizem que não votam em Bolsonaro de jeito nenhum
Marcelo Camargo/Agência Brasil – 08.03.2022

Datafolha: 55% dizem que não votam em Bolsonaro de jeito nenhum

Dentre os pré-candidatos ao Palácio do Planalto,  o presidente Jair Bolsonaro é o que apresenta o maior índice de rejeição, aponta pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira: 55% dos entrevistados afirmam que não votariam nele de jeito nenhum. O desempenho é melhor que o apresentado na última pesquisa do instituto, quando essa porcentagem chegou a 60%. As duas pesquisas, contudo, não são diretamente comparáveis, já que houve mudanças na lista de candidatos.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é quem ocupa a segunda colocação no ranking, com rejeição de 37%. Na sequência, vêm o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), com 30%; o ex-juiz Sergio Moro (Podemos), com 26%; e o ex-governador Ciro Gomes (PDT), que registrou 23% no índice.

Em um segundo bloco, com números menores, estão o governador do Rio Grande do Sul Eduardo Leite (PSDB), com 14%; Vera Lúcia (PSTU), que registrou 13% de rejeição; Simone Tebet (MDB) e Leonardo Péricles (UP), ambos com 12%; e Felipe D’Ávila (Novo), que marcou 11%.

Leia mais:  Ruralistas criticam declarações de Ernesto Araújo sobre comércio com a China

Leite, que perdeu nas prévias do PSDB para o governador João Doria, avalia um convite do PSD para concorrer à Presidência, além da possibilidade de concorrer pelo próprio PSDB no lugar de Doria — hipótese estimulada por aliados.

Leia Também

A baixa rejeição a nomes do segundo bloco, no entanto, passa também pelo grau de conhecimento desses pré-candidatos entre os eleitores. Lula é o mais conhecido pelos entrevistados: 99% disseram saber quem ele é. O presidente Jair Bolsonaro tem índice de 98%, enquanto 90% afirmaram conhecer Sergio Moro. Ciro Gomes tem 89% de conhecimento e Doria, 80%.

Dos entrevistados, 42% dizem conhecer o governador Eduardo Leite, 31% conhecem Vera Lúcia e 30%, Felipe D’Ávila. A senadora Simone Tebet registra índice de 28%, enquanto Leonardo Péricles tem 20% de conhecimento.

O Datafolha ouviu 2.556 eleitores em 181 municípios de todo o país entre terça e quarta-feira desta semana. A pesquisada foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-08967/2022. O nível de confiança do levantamento – isto é, a probabilidade de que ele reproduza o cenário atual, considerando a margem de erro – é de 95%.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

Comentários Facebook
Continue Reading

Parque Berneck – Várzea Grande

Política MT

Mato Grosso

Policial

Política Nacional

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana