Sem categoria

Instagram desativado afeta plano de Bruna Marquezine virar It girl internacional

Publicado em

Bruna Marquezine desativou seu Instagram durante o carnaval após alguns boatos envolvendo seu nome virarem assunto nas redes sociaisl. A atriz curtia a segunda noite de desfile das escolas de samba do Rio no mesmo camarote em que Neymar, seu ex-namorado, e Anitta trocaram beijos.

Leia também: Anitta fala sobre suposto beijo em Neymar: “Não só ele, mas metade do camarote”


Bruna Marquezine decidiu excluir seu Instagram
Ulisses Dumas

Bruna Marquezine decidiu excluir seu Instagram


Com a decisão de excluir a rede social, Bruna Marquezine
passou a se tornar ainda mais assunto e os questionamentos vieram: por que ela desativou a rede social? Será que ela vai reativa-lo? O que ela viu dentro do camarote? O que é fato e o que é mentira nessa polêmica toda?

Nessa história toda, uma coisa é certa: o fato de Marquezine ter abandonado a rede social vai atrapalhar muito seus planos, mas também poderá ser bom para a vida pessoal da atriz.

Leia também: Irmã de Neymar comenta polêmica envolvendo jogador, Bruna Marquezine e Anitta


Bruna Marquezine apareceu pela primeira vez após polêmica no dia da apuração das escolas de samba do Rio
Divulgação/Ari Kaye

Bruna Marquezine apareceu pela primeira vez após polêmica no dia da apuração das escolas de samba do Rio


Bruna estava tentando se intercionalizar cada vez mais como it girl. Ela fez algumas propagandas para marcas gringas, compareceu em tapete vermelho de festivais de cinema e  dava combusível a isso em sua rede social, que agora, fora do ar, não poderá mais ajuda-la. Essa é, com certeza, a maior perda que ela enfrentará caso mantenha-se afastada do Instagram
.

Leia mais:  Nova proposta reduz Censo do IBGE de 112 para 70 questões

Não podemos esquecer também que a rede social é uma ótima forma das famosas ganharem dinheiro, já que diversas marcas se aliam com celebridades para que elas façam divulgação em troca de dinheiro ou de próprios produtos. Outra perda para Bruna.

Aparecendo menos na mídia, Bruna também pode perder oportunidades, já que a rede social é uma ótima vitrine para alguns trabalhos. No entando, pelo fato de já ser muito conhecida, isso pode afetar menos Marquezine do que afetaria outras celebridades.


Bruna Marquezine curtiu o carnaval rodeada de amigas
Reprodução

Bruna Marquezine curtiu o carnaval rodeada de amigas


Leia também: Após excluir Instagram, Bruna Marquezine compartilha indireta no Twitter

É claro que Bruna também tem algumas coisas a ganhar excluindo sua rede social e a primeira – e mais importante – delas é a paz. Em seu Twitter, ela chegou a compartilhar uma entrevista de Taylor Swift sobre mídias sociais. Ela deixa bem claro que é por isso que se afastou. A artista se livrará de comentários maldosos, que perseguição e especulações.

Leia mais:  Procons vão fiscalizar concessão de empréstimo consignado a aposentados

Outra coisa que ela tem a ganhar é o controle de sua vida. Aparecendo menos, Bruna Marquezine
ficará menos exposta e poderá controlar um pouco do que aparecerá ou não na mídia, mas é claro que tudo isso depende de como ela agirá daqui para frente quando for vista em público.

Comentários Facebook
Advertisement

Política VG

Vereador/VG se “despede” de entidade; sai a Federal e mira votação histórica de Curvo

Published

on

Pré-candidato à Câmara Federal pelo PSB, o Vereador por Várzea Grande, Bruno Lins Rios se licenciou da UCMMAT (União das Câmaras de Mato Grosso), para alçar vôo  mais alto. Empossado na entidade em 2021, Rios terá pela frente dois adversários de peso no partido, sendo a primeira-dama de Rondonópolis, Neuma de Morais e o Deputado Estadual, Alan Kardec. O vereador poderá se engajar exclusivamente como representante de Várzea Grande, já que outro pretendente ao mesmo cargo, o Vereador Rogerinho Dakar (PSDB), vê sua sigla “derretendo”. A idéia de Bruno é “bombar” na cidade industrial, para isso vêm se cacifando financeiramente e logicamente formar dobradinhas, dentre as metas, uma delas é aproximar da histórica votação em 2006 do ex-vereador Chico Curvo, batendo 37 mil votos.

 

 

fonte Oempallador

Comentários Facebook
Leia mais:  Rica! Saiba quanto Anitta vai faturar com publicidade este ano
Continue Reading

Sem categoria

Datafolha: 55% dizem que não votam em Bolsonaro de jeito nenhum

Published

on


source
Datafolha: 55% dizem que não votam em Bolsonaro de jeito nenhum
Marcelo Camargo/Agência Brasil – 08.03.2022

Datafolha: 55% dizem que não votam em Bolsonaro de jeito nenhum

Dentre os pré-candidatos ao Palácio do Planalto,  o presidente Jair Bolsonaro é o que apresenta o maior índice de rejeição, aponta pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira: 55% dos entrevistados afirmam que não votariam nele de jeito nenhum. O desempenho é melhor que o apresentado na última pesquisa do instituto, quando essa porcentagem chegou a 60%. As duas pesquisas, contudo, não são diretamente comparáveis, já que houve mudanças na lista de candidatos.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é quem ocupa a segunda colocação no ranking, com rejeição de 37%. Na sequência, vêm o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), com 30%; o ex-juiz Sergio Moro (Podemos), com 26%; e o ex-governador Ciro Gomes (PDT), que registrou 23% no índice.

Em um segundo bloco, com números menores, estão o governador do Rio Grande do Sul Eduardo Leite (PSDB), com 14%; Vera Lúcia (PSTU), que registrou 13% de rejeição; Simone Tebet (MDB) e Leonardo Péricles (UP), ambos com 12%; e Felipe D’Ávila (Novo), que marcou 11%.

Leia mais:  Ex-ministros da Cultura se unem em manisfesto contra atitudes do atual governo

Leite, que perdeu nas prévias do PSDB para o governador João Doria, avalia um convite do PSD para concorrer à Presidência, além da possibilidade de concorrer pelo próprio PSDB no lugar de Doria — hipótese estimulada por aliados.

Leia Também

A baixa rejeição a nomes do segundo bloco, no entanto, passa também pelo grau de conhecimento desses pré-candidatos entre os eleitores. Lula é o mais conhecido pelos entrevistados: 99% disseram saber quem ele é. O presidente Jair Bolsonaro tem índice de 98%, enquanto 90% afirmaram conhecer Sergio Moro. Ciro Gomes tem 89% de conhecimento e Doria, 80%.

Dos entrevistados, 42% dizem conhecer o governador Eduardo Leite, 31% conhecem Vera Lúcia e 30%, Felipe D’Ávila. A senadora Simone Tebet registra índice de 28%, enquanto Leonardo Péricles tem 20% de conhecimento.

O Datafolha ouviu 2.556 eleitores em 181 municípios de todo o país entre terça e quarta-feira desta semana. A pesquisada foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-08967/2022. O nível de confiança do levantamento – isto é, a probabilidade de que ele reproduza o cenário atual, considerando a margem de erro – é de 95%.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

Comentários Facebook
Continue Reading

Parque Berneck – Várzea Grande

Política MT

Mato Grosso

Policial

Política Nacional

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana