Sem categoria

Fernanda Gentil fala de relação com afilhado: “Ele foi me ensinando com a vida”

Publicado em

Fernanda Gentil concedeu entrevista à Thaís Fersoza no YouTube e abordou temas como maternidade e carreira. No vídeo, a jornalista fala de Lucas, seu afilhado. “Ele foi me ensinando com a vida. Eu não sabia que eu tinha o gatilho desse amor”.

Leia também: Fernanda Gentil muda visual e aparece morena: “Adoro novos desafios”
.


Fernanda Gentil fala sobre carreira e maternidade em entrevista à Thaís Fersoza
Reprodução/Instagram

Fernanda Gentil fala sobre carreira e maternidade em entrevista à Thaís Fersoza

Thaís inicia a conversa comentando sobre os filhos de Fernanda Gentil
. “Você tem dois filhos: um que é de coração e outro que você gerou. Então você viveu essas duas experiências, só que começou pelo seu filho adotivo. Eu queria entender um pouco como foi isso para você, como essa maternidade se apresentou para você”.

Gentil explica que não se preparou para ser mãe: “Na verdade, eu não queria que fosse dessa maneira. Foi uma história muito triste da minha família. Ele é filho do meu tio, irmão da minha mãe, meu padrinho também. A mãe dele teve câncer quando ele tinha cinco meses, então foi aquela notícia na família, ninguém esperava, óbvio, a mãe muito nova, sempre quis ser mãe, e ela acabou morrendo quando ele tinha um ano e quatro [meses], e eu madrinha”, relata a apresentadora.

Leia mais:  Casado, Justin Timberlake é flagrado sem aliança e de mãos dadas com atriz

Leia também: Fernanda Gentil anuncia estreia nos cinemas em 2019
.

A jornalista
revela que sempre considerou ser madrinha uma preparação para ser mãe. “Eu sempre quis ser madrinha do filho deles, eu era muito próxima dela e pedia muito para ser madrinha do filho. Eu não sabia quando ia vir, e quando veio eles me deram esse presente porque eu sei como é importante essa função, sempre gostei muito de criança”, continua Fernanda.

Ela reforça a importância de Lucas nesse processo, que ocorreu quando ela tinha 22 anos. “Eu estava em outro momento da vida, solteira, muito focada no que eu queria, que era entrar no SporTV
, fazendo estágio, no início da faculdade, e ele só me ajudou”.

“O Lucas me colocou em um trilho muito importante desde cedo. Me fez focar mais ainda, eu entendi aquela responsabilidade, eu queria muito ajudar o Marcos [pai dele]”, reitera a apresentadora.

Logo depois, Gentil fala da Caslu, instituição criada em outubro de 2013 com o objetivo de ajudar organizações que cuidam de crianças. “Eu via muito o Lucas e comecei a pensar em quantas crianças não tinham também aquela história triste, mas não tinham a sorte que o Lucas teve”, disse ela, que completa: “tem muita criança que precisa de uma mensagem e nasceu a Caslu, que é Lucas ao contrário”.

Leia mais:  Solteira, Maraisa diz focar no trabalho para não pensar em “macho”

Fernanda também é mãe de Gabriel, e Thaís questiona se ela é cheia de regras com os filhos. “Eu não sou radical. Não tem hora para dormir, acordar, dever de casa. É tudo na conversa. O Gabriel está com 3 anos, mas o Lucas é mais diálogo. A gente tem um plano do dever de casa. Não quero fazer hoje, tá cansado. Ok, mas amanhã você vai fazer dois”, pontuou.

“Sempre fui movida a desafios”, diz Fernanda Gentil


Fernanda Gentil
Reprodução/Instagram

Fernanda Gentil

Em relação à transição de Esportes para Entretenimento na Rede Globo
, Fernanda comentou que adora desafios: “Preciso me sentir desafiada”, declarou. Ela também aborda a importância de se sentir útil para a empresa, não importa em qual área ou programa esteja.

Leia também: Quais os possíveis rumos de Fernanda Gentil no entretenimento da Globo?
.

À Thaís Fersoza
, Fernanda Gentil
revelou ainda a situação mais inusitada da carreira, e relembrou a gafe da primeira Copa do Mundo que cobriu, em 2010, quando esticou a mão para cumprimentar uma pessoa cega ao vivo.

Comentários Facebook
Advertisement

Política VG

Vereador/VG se “despede” de entidade; sai a Federal e mira votação histórica de Curvo

Published

on

Pré-candidato à Câmara Federal pelo PSB, o Vereador por Várzea Grande, Bruno Lins Rios se licenciou da UCMMAT (União das Câmaras de Mato Grosso), para alçar vôo  mais alto. Empossado na entidade em 2021, Rios terá pela frente dois adversários de peso no partido, sendo a primeira-dama de Rondonópolis, Neuma de Morais e o Deputado Estadual, Alan Kardec. O vereador poderá se engajar exclusivamente como representante de Várzea Grande, já que outro pretendente ao mesmo cargo, o Vereador Rogerinho Dakar (PSDB), vê sua sigla “derretendo”. A idéia de Bruno é “bombar” na cidade industrial, para isso vêm se cacifando financeiramente e logicamente formar dobradinhas, dentre as metas, uma delas é aproximar da histórica votação em 2006 do ex-vereador Chico Curvo, batendo 37 mil votos.

 

 

fonte Oempallador

Comentários Facebook
Leia mais:  Companheiro de Luana Piovani em férias já competiu com Pedro Scooby na TV
Continue Reading

Sem categoria

Datafolha: 55% dizem que não votam em Bolsonaro de jeito nenhum

Published

on


source
Datafolha: 55% dizem que não votam em Bolsonaro de jeito nenhum
Marcelo Camargo/Agência Brasil – 08.03.2022

Datafolha: 55% dizem que não votam em Bolsonaro de jeito nenhum

Dentre os pré-candidatos ao Palácio do Planalto,  o presidente Jair Bolsonaro é o que apresenta o maior índice de rejeição, aponta pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira: 55% dos entrevistados afirmam que não votariam nele de jeito nenhum. O desempenho é melhor que o apresentado na última pesquisa do instituto, quando essa porcentagem chegou a 60%. As duas pesquisas, contudo, não são diretamente comparáveis, já que houve mudanças na lista de candidatos.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é quem ocupa a segunda colocação no ranking, com rejeição de 37%. Na sequência, vêm o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), com 30%; o ex-juiz Sergio Moro (Podemos), com 26%; e o ex-governador Ciro Gomes (PDT), que registrou 23% no índice.

Em um segundo bloco, com números menores, estão o governador do Rio Grande do Sul Eduardo Leite (PSDB), com 14%; Vera Lúcia (PSTU), que registrou 13% de rejeição; Simone Tebet (MDB) e Leonardo Péricles (UP), ambos com 12%; e Felipe D’Ávila (Novo), que marcou 11%.

Leia mais:  Com deferência a Stephen King, “A Sombra do Pai” faz terror melancólico e social

Leite, que perdeu nas prévias do PSDB para o governador João Doria, avalia um convite do PSD para concorrer à Presidência, além da possibilidade de concorrer pelo próprio PSDB no lugar de Doria — hipótese estimulada por aliados.

Leia Também

A baixa rejeição a nomes do segundo bloco, no entanto, passa também pelo grau de conhecimento desses pré-candidatos entre os eleitores. Lula é o mais conhecido pelos entrevistados: 99% disseram saber quem ele é. O presidente Jair Bolsonaro tem índice de 98%, enquanto 90% afirmaram conhecer Sergio Moro. Ciro Gomes tem 89% de conhecimento e Doria, 80%.

Dos entrevistados, 42% dizem conhecer o governador Eduardo Leite, 31% conhecem Vera Lúcia e 30%, Felipe D’Ávila. A senadora Simone Tebet registra índice de 28%, enquanto Leonardo Péricles tem 20% de conhecimento.

O Datafolha ouviu 2.556 eleitores em 181 municípios de todo o país entre terça e quarta-feira desta semana. A pesquisada foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-08967/2022. O nível de confiança do levantamento – isto é, a probabilidade de que ele reproduza o cenário atual, considerando a margem de erro – é de 95%.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

Comentários Facebook
Continue Reading

Parque Berneck – Várzea Grande

Política MT

Mato Grosso

Policial

Política Nacional

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana