Sem categoria

Depois da Bahia, Goiânia é foco de crise na audiência da Globo

Publicado em

A Rede Globo tem visto suas concorrentes subirem na audiência enquanto seus números baixam e já não tem mais a hegemonia do passado. Mas em algumas regiões do Brasil esses dados são mais problemáticos e a emissora tem feito mudanças na programação local.


Audiência da Globo sofre baixa em Goiânia, impulsionada por jornalísticos da Record como o
Reprodução

Audiência da Globo sofre baixa em Goiânia, impulsionada por jornalísticos da Record como o “Balanço Geral GO”

É assim na Bahia, onde a afiliada da Globo parou de transmitir o “Bem Estar”, que está em crise em todo o Brasil. No estado nordestino, o programa saiu do ar em novembro, aumentando o tempo do noticiário local. A decisão tinha como objetivo melhorar a audiência
, mas ainda não fez efeito.

Leia também: Por que a Record não consegue alcançar a Globo?

Agora, outra região preocupa a emissora carioca: a cidade de Goiânia, na região Centro-Oeste do Brasil. A
Record TV

chegou a ficar um dia inteiro a frente da Globo na cidade, e constantemente fica em primeiro em horários chave na programação, como no período da tarde.

Desde janeiro a situação da Record
está melhor na região e, em muitos dias do mês o canal superou a Globo
. No penúltimo dia de janeiro a Record
liderou entre 7h e meia-noite na cidade, fazendo média de 10 pontos, enquanto a Globo fez 9,5. No horário nobre, a emissora de Edir Macedo abriu 2 pontos e ficou com 15, deixando a Globo
em segundo com 13.

Os principais programas a incentivar essa mudança de panorama são justamente os locais, como “Balanço Geral Goiânia”, “Cidade Alerta GO” e “Goiás Record”, mas mesmo os que são exibidos nacionalmente chegaram a ficar na frente, como o “Hoje em Dia”, o “Jornal da Record” e a novela “A Terra Prometida”.

Leia mais:  Lexa e Luisa Sonza fazem noite do pijama e falam sobre amizade

Enquanto o “Balanço Geral” ocupa a faixa que começa com o “Encontro com Fátima Bernardes” e segue pela tarde, o “Cidade Alerta” fica com o final da tarde, assim como é com os noticiários ao redor do Brasil.

Além do jornalístico



Reprodução / TV Globo

“O Sétimo Guardião” também já perdeu para a Record na região

Seria compreensível se só o noticiário da Record se sobressaísse. As linhas editoriais das duas emissoras são diferentes, e tanto o “Balanço” quanto “Alerta” são policialescos e podem ter a preferência na região. Mas até as reprises de novelas da Record
conseguem bons índices na cidade. A reprise de “A Terra Prometida”, que começa por volta de 20h, teve picos de 21 pontos e média de 17,9 no dia 13 de fevereiro, enquanto a
Rede Globo

, que exibe o “Jornal Nacional” nessa faixa, alcançou 13 pontos.

As novelas das 21h da Globo
também tem sofrido. A atual, “O Sétimo Guardião”, enfrenta baixa audiência no País todo, mas é substancialmente pior em Goiânia. E não é só a Record TV
que tem superado a platinada. A trama de Aguinaldo Silva tem perdido para o SBT
e “As Aventuras de Poliana” na região.

Se a Bahia preocupa e Goiânia criou o alarme, Minas Gerais pode ser o próximo foco. Em Belo Horizonte, a Record
está isolada no segundo lugar, com o dobro de audiência do SBT
. Mas ela cresce em alguns momentos e, novamente puxada pelo noticiário local, ameaça a Globo
. O “Balanço Geral MG” chegou a fazer 12,9 pontos contra 10,4 do canal carioca.

Leia mais:  Fã pede para engravidar de Gusttavo Lima e Andressa Suita reage

Leia também: Record TV tenta blindar talentos da Globo, mas não sabe o que fazer com eles

Futuro indefinido na audiência



Reprodução

“Cidade Alerta Goiás”

Existem diversos fatores que podem contribuir para essa mudança de cenário. Além do já comentado viés jornalístico, a Globo vive um momento inédito com sua programação da tarde indefinida. Depois de encerrar o “Vídeo Show”, a tarde é ocupada por filmes da “Sessão da Tarde” e reprises de novelas no “Vale a Pena Ver de Novo”.

Sem algum programa próprio, com conteúdo atualizado, o interesse do público diminui. Além disso, o horário nobre começa mal já com o folhetim das 18h, “Espelho da Vida”, que no final de janeiro teve sua pior audiência geral, 13 pontos, e segue com uma média de 17, ruim para os padrões do canal.

Por ser a primeira novela, acaba “puxando” o resto da programação da noite e, atualmente, não consegue este feito. As fofocas da tarde também estimulam o público a migrar para SBT
ou
Record TV

ao longo da tarde e esse tipo de conteúdo não chegará na Globo
, já que esses programas dependem de assuntos sobre os talentos da casa e o canal não fará isso.

Mudanças devem acontecer nos próximos meses quando a Globo
definir o que fará com suas tardes, mas talvez seja tarde demais. Um dos motivos que sempre deixou a Globo
na liderança foi justamente a consistência. Os programas ficam no ar por tempo suficiente, fazendo com que o público se acostume com a programação, e até a utilize como relógio no dia a dia
.

Uma reviravolta nos programas pode colocar a Rede Globo
de novo nos eixos e com a liderança na audiência
. Mas, um cenário possível, é que a platinada está perdendo sua força e vai ter que aprender a dividir o primeiro lugar.

Comentários Facebook
Advertisement

Política VG

Vereador/VG se “despede” de entidade; sai a Federal e mira votação histórica de Curvo

Published

on

Pré-candidato à Câmara Federal pelo PSB, o Vereador por Várzea Grande, Bruno Lins Rios se licenciou da UCMMAT (União das Câmaras de Mato Grosso), para alçar vôo  mais alto. Empossado na entidade em 2021, Rios terá pela frente dois adversários de peso no partido, sendo a primeira-dama de Rondonópolis, Neuma de Morais e o Deputado Estadual, Alan Kardec. O vereador poderá se engajar exclusivamente como representante de Várzea Grande, já que outro pretendente ao mesmo cargo, o Vereador Rogerinho Dakar (PSDB), vê sua sigla “derretendo”. A idéia de Bruno é “bombar” na cidade industrial, para isso vêm se cacifando financeiramente e logicamente formar dobradinhas, dentre as metas, uma delas é aproximar da histórica votação em 2006 do ex-vereador Chico Curvo, batendo 37 mil votos.

 

 

fonte Oempallador

Comentários Facebook
Leia mais:  Fã pede para engravidar de Gusttavo Lima e Andressa Suita reage
Continue Reading

Sem categoria

Datafolha: 55% dizem que não votam em Bolsonaro de jeito nenhum

Published

on


source
Datafolha: 55% dizem que não votam em Bolsonaro de jeito nenhum
Marcelo Camargo/Agência Brasil – 08.03.2022

Datafolha: 55% dizem que não votam em Bolsonaro de jeito nenhum

Dentre os pré-candidatos ao Palácio do Planalto,  o presidente Jair Bolsonaro é o que apresenta o maior índice de rejeição, aponta pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira: 55% dos entrevistados afirmam que não votariam nele de jeito nenhum. O desempenho é melhor que o apresentado na última pesquisa do instituto, quando essa porcentagem chegou a 60%. As duas pesquisas, contudo, não são diretamente comparáveis, já que houve mudanças na lista de candidatos.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é quem ocupa a segunda colocação no ranking, com rejeição de 37%. Na sequência, vêm o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), com 30%; o ex-juiz Sergio Moro (Podemos), com 26%; e o ex-governador Ciro Gomes (PDT), que registrou 23% no índice.

Em um segundo bloco, com números menores, estão o governador do Rio Grande do Sul Eduardo Leite (PSDB), com 14%; Vera Lúcia (PSTU), que registrou 13% de rejeição; Simone Tebet (MDB) e Leonardo Péricles (UP), ambos com 12%; e Felipe D’Ávila (Novo), que marcou 11%.

Leia mais:  Megaleilão do pré-sal bate recorde de inscritos

Leite, que perdeu nas prévias do PSDB para o governador João Doria, avalia um convite do PSD para concorrer à Presidência, além da possibilidade de concorrer pelo próprio PSDB no lugar de Doria — hipótese estimulada por aliados.

Leia Também

A baixa rejeição a nomes do segundo bloco, no entanto, passa também pelo grau de conhecimento desses pré-candidatos entre os eleitores. Lula é o mais conhecido pelos entrevistados: 99% disseram saber quem ele é. O presidente Jair Bolsonaro tem índice de 98%, enquanto 90% afirmaram conhecer Sergio Moro. Ciro Gomes tem 89% de conhecimento e Doria, 80%.

Dos entrevistados, 42% dizem conhecer o governador Eduardo Leite, 31% conhecem Vera Lúcia e 30%, Felipe D’Ávila. A senadora Simone Tebet registra índice de 28%, enquanto Leonardo Péricles tem 20% de conhecimento.

O Datafolha ouviu 2.556 eleitores em 181 municípios de todo o país entre terça e quarta-feira desta semana. A pesquisada foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-08967/2022. O nível de confiança do levantamento – isto é, a probabilidade de que ele reproduza o cenário atual, considerando a margem de erro – é de 95%.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

Comentários Facebook
Continue Reading

Parque Berneck – Várzea Grande

Política MT

Mato Grosso

Policial

Política Nacional

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana