Sem categoria

Com câncer, mãe passa seu último dia fora do hospital no casamento da filha

Publicado em

Jessica e Adam Quigley se casaram em novembro de 2017, mas para eles a cerimônia de casamento foi muito mais do que um momento simbólico para oficializar o amor que sentem um pelo outro. Naquele dia, a mãe da noiva, Leona, que tinha câncer, também conseguiu  passar o dia com a filha
— isso porque ela precisou ser internada no hospital na manhã seguinte. 


O casamento de Jessica foi o último dia em que Leona esteve fora do hospital; ela foi diagnosticada com câncer em 2016
Divulgação/McKay Wedding Photography

O casamento de Jessica foi o último dia em que Leona esteve fora do hospital; ela foi diagnosticada com câncer em 2016


A família sabia da doença desde 2016, quando Leona foi diagnosticada com mieloma múltiplo, um tipo de câncer que afeta originalmente a medula óssea. Dez meses depois, Jessima e Adam ficaram noivos e começaram a planejar o  casamento
para o ano seguinte sem pensar que havia a possibilidade de Leona não estar bem para viver esse momento com eles. 

Quando os sintomas do câncer
, mesmo com a quimioterapia, ficaram mais intensos, o casal cogitou adiantar a cerimônia mesmo contra a vontade de Leona. “Ela estava muito teimosa sobre o quão doente estava, ela não deixava a gente mudar a data e mantivemos a mesma”, contou Jessica em entrevista ao Daily Mail Australia
.

Segundo a noiva
, Leona não tinha muito mais tempo de vida, mas mesmo assim ela conseguiu se manter firme. “Minha mãe foi uma lutadora e até os médicos falaram que ela não viveria mais tanto tempo, ela lutou todo dia e continuou lutando até o meu casamento”, completou.

Leia mais:  Penteado da noiva não sai como o esperado e web não perdoa

Leia também: Noiva dança com o pai que tem doença terminal e emociona convidados

Mãe e filha emocionaram convidados em casamento


Mãe e filha emocionaram os convidados ao andarem até o altar juntas e aproveitar esse momento juntas no casamento
Divulgação/McKay Wedding Photography

Mãe e filha emocionaram os convidados ao andarem até o altar juntas e aproveitar esse momento juntas no casamento

Jessica contou que a mãe estava tão debilitada por causa do câncer que precisou ser transportada em um carro especial para a cerimônia, que aconteceu em Sydney, na Austrália. “Ela caiu no caminho e, quando chegou no local, tinha vários arranhões no rosto e no pescoço. Precisei pedir que o meu maquiador cobrisse os machucados. Meu cunhado ajudou minha mãe a chegar até o altar usando um andador e depois eu andei com ela para apoiá-la.”

Leona também fez um discurso, no qual afirmou que “não estaria presente para segurar a mão da filha todos os dias, mas estará sempre em seu coração”. Na manhã seguinte, ela precisou internada e permaneceu no hospital até seus últimos momentos de vida. 

A filha afirma que compartilhar esse momento
com mãe em seu casamento
foi mais do que especial. Hoje, ela está grávida e compartilhou que Leona já havia separado um presente para o neto antes mesmo dele existir. “Mal posso esperar para passar esse legado à diante”, finaliza.

Leia mais:  Fecomércio declara apoio a projeto que proíbe exigência de passaporte sanitário em MT

Comentários Facebook
Advertisement

Política VG

Vereador/VG se “despede” de entidade; sai a Federal e mira votação histórica de Curvo

Published

on

Pré-candidato à Câmara Federal pelo PSB, o Vereador por Várzea Grande, Bruno Lins Rios se licenciou da UCMMAT (União das Câmaras de Mato Grosso), para alçar vôo  mais alto. Empossado na entidade em 2021, Rios terá pela frente dois adversários de peso no partido, sendo a primeira-dama de Rondonópolis, Neuma de Morais e o Deputado Estadual, Alan Kardec. O vereador poderá se engajar exclusivamente como representante de Várzea Grande, já que outro pretendente ao mesmo cargo, o Vereador Rogerinho Dakar (PSDB), vê sua sigla “derretendo”. A idéia de Bruno é “bombar” na cidade industrial, para isso vêm se cacifando financeiramente e logicamente formar dobradinhas, dentre as metas, uma delas é aproximar da histórica votação em 2006 do ex-vereador Chico Curvo, batendo 37 mil votos.

 

 

fonte Oempallador

Comentários Facebook
Leia mais:  Ludmilla, Léo Santana e mais famosos que furaram a quarentena
Continue Reading

Sem categoria

Datafolha: 55% dizem que não votam em Bolsonaro de jeito nenhum

Published

on


source
Datafolha: 55% dizem que não votam em Bolsonaro de jeito nenhum
Marcelo Camargo/Agência Brasil – 08.03.2022

Datafolha: 55% dizem que não votam em Bolsonaro de jeito nenhum

Dentre os pré-candidatos ao Palácio do Planalto,  o presidente Jair Bolsonaro é o que apresenta o maior índice de rejeição, aponta pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira: 55% dos entrevistados afirmam que não votariam nele de jeito nenhum. O desempenho é melhor que o apresentado na última pesquisa do instituto, quando essa porcentagem chegou a 60%. As duas pesquisas, contudo, não são diretamente comparáveis, já que houve mudanças na lista de candidatos.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é quem ocupa a segunda colocação no ranking, com rejeição de 37%. Na sequência, vêm o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), com 30%; o ex-juiz Sergio Moro (Podemos), com 26%; e o ex-governador Ciro Gomes (PDT), que registrou 23% no índice.

Em um segundo bloco, com números menores, estão o governador do Rio Grande do Sul Eduardo Leite (PSDB), com 14%; Vera Lúcia (PSTU), que registrou 13% de rejeição; Simone Tebet (MDB) e Leonardo Péricles (UP), ambos com 12%; e Felipe D’Ávila (Novo), que marcou 11%.

Leia mais:  Série brasileira sobre submundo do futebol estreia no Amazon Prime Video

Leite, que perdeu nas prévias do PSDB para o governador João Doria, avalia um convite do PSD para concorrer à Presidência, além da possibilidade de concorrer pelo próprio PSDB no lugar de Doria — hipótese estimulada por aliados.

Leia Também

A baixa rejeição a nomes do segundo bloco, no entanto, passa também pelo grau de conhecimento desses pré-candidatos entre os eleitores. Lula é o mais conhecido pelos entrevistados: 99% disseram saber quem ele é. O presidente Jair Bolsonaro tem índice de 98%, enquanto 90% afirmaram conhecer Sergio Moro. Ciro Gomes tem 89% de conhecimento e Doria, 80%.

Dos entrevistados, 42% dizem conhecer o governador Eduardo Leite, 31% conhecem Vera Lúcia e 30%, Felipe D’Ávila. A senadora Simone Tebet registra índice de 28%, enquanto Leonardo Péricles tem 20% de conhecimento.

O Datafolha ouviu 2.556 eleitores em 181 municípios de todo o país entre terça e quarta-feira desta semana. A pesquisada foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-08967/2022. O nível de confiança do levantamento – isto é, a probabilidade de que ele reproduza o cenário atual, considerando a margem de erro – é de 95%.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

Comentários Facebook
Continue Reading

Parque Berneck – Várzea Grande

Política MT

Mato Grosso

Policial

Política Nacional

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana