Sem categoria

Após procedimento estético com laser, mulher fica com rosto “arranhado”

Publicado em

Como editora de beleza do portal norte-americano “Health”, Heather Muir está acostumada a ser convidada para testar novos produtos e tratamentos. Porém, há cerca de duas semanas, ela foi fazer um procedimento estético que mudou completamente sua visão sobre a prática, já que o resultado saiu completamente diferente
do esperado.


A editora de beleza foi convidada para experimentar um procedimento estético e o resultado foi diferente do que esperava
Reprodução/Instagram/hmuir

A editora de beleza foi convidada para experimentar um procedimento estético e o resultado foi diferente do que esperava

Em relato no Instagram e em entrevista à “Health”, ela conta que recebeu o convite de uma assessora de imprensa para experimentar um procedimento estético
chamado “red carpet facial”, ou “tratamento facial para o tapete vermelho”, em português, com uma “esteticista certificada”. A prática, que envolve laser, é bastante popular nos Estados Unidos por ser mais barata do que outras e, também, por prometer uma “pele perfeita e com brilho”.  

“Como já fiz muitas outras vezes, agarrei a chance de testar um tratamento facial chique (e de graça), depois de confirmar que não deixaria nenhuma mancha ou vermelhidão no meu rosto, já que eu teria um ensaio de fotos no dia seguinte”, escreveu. A assessora a assegurou que o procedimento estético não causaria nenhum dano à pele
e que não era preciso se preocupar.

Porém, assim que o laser
foi ligado, Heather sabia que havia algo de errado. Segundo ela, o procedimento começou a ficar doloroso e, em poucos minutos, parecia que estava queimando. “Me senti desconfortável e comecei a falar isso para a esteticista. Ela me disse que eu era muito sensível”, relatou. A profissional responsável pelo tratamento também disse que a editora foi a primeira paciente a ter uma reação assim e que ficaria tudo bem.

Leia mais:  “BBB20”: Depois de campanha na web, Babu Santana ganha carro da Fiat

“Quando fui ao banheiro me trocar, eu vi meu rosto — vermelho, inchado e latejando — e soube que algo estava errado. Me disseram que ‘era o procedimento estético que ela deveria promover’, beber muita água e hidratar a pele com as cápsulas de óleo que me deram”, disse.

Depois do acontecido, ela foi imediatamente ao consultório de sua dermatologista pessoal, que prescreveu um creme específico para feridas e queimaduras. A especialista afirmou que essas marcas que parecem arranhões, na realidade, são queimaduras químicas
 e que provavelmente não deixaria cicatrizes — mas se Heather tivesse um tom de pele mais escuro o resultado seria bem pior e as marcas seriam permanentes. 


Uma semana e meia depois de começar a usar o creme, as marcas na pele da editora de beleza começaram a melhorar. “Se você sente que algo está errado, escute sua intuição. Eu disse para a esteticista muitas vezes que estava desconfortável, mas nunca pedi para ela parar e me arrependo de não ter feito isso. Queria simplesmente ter falado: ‘obrigada pelo seu tempo, mas isso não está sendo bom para mim. Estou indo embora’.”, disse.

Editora de beleza ensina os cuidados ao apostar em um procedimento estético


Após o procedimento estético com laser deixar marcas no rosto de Heather, ela procurou ajuda de uma dermatologista
Reprodução/Instagram/hmuir

Após o procedimento estético com laser deixar marcas no rosto de Heather, ela procurou ajuda de uma dermatologista

Depois do desabafo nas redes sociais, a editora diz ter refletido sobre o acontecido e quer dar alguns conselhos sobre fazer um procedimento estético:

“1. Siga seu instinto: quando algo não aprece certo, vá embora. Simplesmente se retire da situação, não importa o quanto esse momento possa ser estranho. Queria ter feito isso.

2. Pele se cura — rápido! Com a ajuda da minha dermatologista incrível, minha pele está parecendo quase a mesma de novo.

3. Seja grata. Um dia depois do tratamento, eu tinha um ensaio fotográfico. Eu não sou o tipo que cancela um compromisso (apesar de parecer que eu fui atacada por um gato selvagem). Sem espelhos e com um emprego que amo, consegui me divertir e fui para casa contando ao meu marido sobre como eu sou grata pela minha pele e todas suas imperfeições, sabendo que essa situação ia passar. Agradeço a todos que me ajudaram a lidar com isso no meu tempo.

Em vez de sair com uma pele brilhante, saí com uma lição aprendida. Saibam que não estou postando isso como uma vingança para ‘expor’ as pessoas, mas por compartilhar uma experiência assustadora
. Eu não estaria fazendo meu trabalho jornalístico se cobrisse apenas a parte boa do procedimento estético
“, finalizou.

Comentários Facebook
Advertisement

Política VG

Vereador/VG se “despede” de entidade; sai a Federal e mira votação histórica de Curvo

Published

on

Pré-candidato à Câmara Federal pelo PSB, o Vereador por Várzea Grande, Bruno Lins Rios se licenciou da UCMMAT (União das Câmaras de Mato Grosso), para alçar vôo  mais alto. Empossado na entidade em 2021, Rios terá pela frente dois adversários de peso no partido, sendo a primeira-dama de Rondonópolis, Neuma de Morais e o Deputado Estadual, Alan Kardec. O vereador poderá se engajar exclusivamente como representante de Várzea Grande, já que outro pretendente ao mesmo cargo, o Vereador Rogerinho Dakar (PSDB), vê sua sigla “derretendo”. A idéia de Bruno é “bombar” na cidade industrial, para isso vêm se cacifando financeiramente e logicamente formar dobradinhas, dentre as metas, uma delas é aproximar da histórica votação em 2006 do ex-vereador Chico Curvo, batendo 37 mil votos.

 

 

fonte Oempallador

Comentários Facebook
Leia mais:  Erika Januza defende Padre Marcelo e define empurrão como “ato de crueldade”
Continue Reading

Sem categoria

Datafolha: 55% dizem que não votam em Bolsonaro de jeito nenhum

Published

on


source
Datafolha: 55% dizem que não votam em Bolsonaro de jeito nenhum
Marcelo Camargo/Agência Brasil – 08.03.2022

Datafolha: 55% dizem que não votam em Bolsonaro de jeito nenhum

Dentre os pré-candidatos ao Palácio do Planalto,  o presidente Jair Bolsonaro é o que apresenta o maior índice de rejeição, aponta pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira: 55% dos entrevistados afirmam que não votariam nele de jeito nenhum. O desempenho é melhor que o apresentado na última pesquisa do instituto, quando essa porcentagem chegou a 60%. As duas pesquisas, contudo, não são diretamente comparáveis, já que houve mudanças na lista de candidatos.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é quem ocupa a segunda colocação no ranking, com rejeição de 37%. Na sequência, vêm o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), com 30%; o ex-juiz Sergio Moro (Podemos), com 26%; e o ex-governador Ciro Gomes (PDT), que registrou 23% no índice.

Em um segundo bloco, com números menores, estão o governador do Rio Grande do Sul Eduardo Leite (PSDB), com 14%; Vera Lúcia (PSTU), que registrou 13% de rejeição; Simone Tebet (MDB) e Leonardo Péricles (UP), ambos com 12%; e Felipe D’Ávila (Novo), que marcou 11%.

Leia mais:  Mato Grosso dá o primeiro passo para a comercialização de créditos de carbono

Leite, que perdeu nas prévias do PSDB para o governador João Doria, avalia um convite do PSD para concorrer à Presidência, além da possibilidade de concorrer pelo próprio PSDB no lugar de Doria — hipótese estimulada por aliados.

Leia Também

A baixa rejeição a nomes do segundo bloco, no entanto, passa também pelo grau de conhecimento desses pré-candidatos entre os eleitores. Lula é o mais conhecido pelos entrevistados: 99% disseram saber quem ele é. O presidente Jair Bolsonaro tem índice de 98%, enquanto 90% afirmaram conhecer Sergio Moro. Ciro Gomes tem 89% de conhecimento e Doria, 80%.

Dos entrevistados, 42% dizem conhecer o governador Eduardo Leite, 31% conhecem Vera Lúcia e 30%, Felipe D’Ávila. A senadora Simone Tebet registra índice de 28%, enquanto Leonardo Péricles tem 20% de conhecimento.

O Datafolha ouviu 2.556 eleitores em 181 municípios de todo o país entre terça e quarta-feira desta semana. A pesquisada foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-08967/2022. O nível de confiança do levantamento – isto é, a probabilidade de que ele reproduza o cenário atual, considerando a margem de erro – é de 95%.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

Comentários Facebook
Continue Reading

Parque Berneck – Várzea Grande

Política MT

Mato Grosso

Policial

Política Nacional

Esportes

Entretenimento

Mais Lidas da Semana